(11) 9.6597-8702 | contato@davincienergy.com.br
You are currently viewing Para o que serve a ISO 50001?

Para o que serve a ISO 50001?

ISO é a sigla da “International Organization for Standardization”, que na língua portuguesa se traduz como “Organização Internacional de Padronização”. A palavra ISO é derivada do grego isos, que significa “igual”. A sua origem é datada de 1946, quando 65 autoridades, de mais de 25 países, se reuniram no Instituto de Engenheiros Civis de Londres para criar uma organização internacional, cujo objetivo era facilitar a coordenação e unificação dos padrões industriais, uma vez que os países, sobretudo os da Europa, se reconstruíam no pós-guerra e urgiam-lhes a necessidade de retomada da industrialização. Entenda a seguir a atuação da ISO e para o que serve a ISO 50001.

logo da ISO

Atuação ISO

Em 23 de fevereiro de 1947, a ISO inicia oficialmente suas atividades com 67 comitês técnicos, tendo mudado sua sede em 1949 para Genebra, na Suíça, onde permanece até hoje. A ISO aprova normas internacionais em muitas áreas de interesse econômico e técnico. No entanto, o Brasil é membro desde a fundação oficial em 1947 e a sua representante oficial é a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Dessa forma, a organização atua definindo padrões e normas a serem seguidas pelas empresas, independentemente do seu porte, com o objetivo de garantir a qualidade, segurança e eficiência do que oferecem.

ISO50001 e a eficiência energética

Apesar de contribuir para quase 60% das emissões mundiais de gases do efeito estufa, o consumo de energia está aumentando. Paradoxalmente, e ao mesmo tempo, mais de 1 bilhão de pessoas ainda não têm acesso à eletricidade e muitas outras contam com fontes de energia prejudiciais e poluidoras. Não surpreende, portanto, que a abordagem dos desafios da eficiência energética e mudanças climáticas constituam uma parte fundamental dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas.

ISO 50001

A ISO 50001 transformou o desempenho energético das organizações em todo o mundo quando foi publicada pela primeira vez em 2011, dando-lhes uma ferramenta estratégica para usar sua energia de forma mais eficiente e eficaz. Ela fornece uma estrutura para gerenciar o desempenho e abordar os custos de energia, ao mesmo tempo em que ajuda as empresas a reduzir seu impacto ambiental relacionados à energia para atender às metas de redução de emissões de gases de efeito estufa. A implementação de tal sistema pode ser obtida tanto pela área comercial quanto industrial das empresas.

A ISO 50001 foi revisada em 2018, tornando-se ainda mais eficaz para enfrentar os desafios energéticos do mundo. A versão 2018 apresenta termos e definições atualizados e maior esclarecimento sobre certos conceitos de desempenho energético – há ênfase mais forte no papel da alta gerência pela importância de se estimular uma mudança de cultura organizacional. A norma é alinhada também com os requisitos da ISO para as normas de sistemas de gestão, facilitando a integração nos sistemas existentes da organização.

Desde o seu lançamento, há dez anos, a ISO 50001 foi se tornando cada vez mais importante. Um total de 20216 certificados da ISO 50001 foram emitidos até o final de 2016, de acordo com a Pesquisa da ISO.ORG. A norma foi desenvolvida pelo comitê técnico ISO/TC 301 – Gestão de energia e economia de energia, cuja secretaria é dividida entre a American National Standards Institute (ANSI), membro da ISO nos EUA e pelo Standardization Administration of China (SAC), membro da ISO na China.

SIGE Metrum

A Metrum comercializa, implementa e garante sistemas de gestão de energia capazes de suprir todos os requisitos da ISO 50001. A plataforma SIGE Metrum integra ferramentas desenvolvidas para melhorar a eficiência energética, diminuir os gastos com energia e proporcionar o controle efetivo de insumos energéticos e utilidades.

Fonte https://memt.com.br/blog/?p=705